Vanessa Bumagny e Chico César trazem a pegada Hard-Pop em “Fome de Tudo”

Com sonoro sobrenome russo (que significa “de papel”), Vanessa Bumagny tem tudo pra deixar seu nome escrito na história da MB, em letras de glitter. Considerada pela crítica especializada como ótima intérprete e compositora, ela lança Fome de Tudo nas plataformas de streaming e o clipe da canção também chega no YouTube, com edição bem sacada de Carlota Atilano. A música, que antecede o lançamento do seu quarto disco de estúdio, Cinema Ilusão (na segunda quinzena de abril), tem letra dela e melodia do Chico César. Com produção musical de Rafael Castro, o repertório do disco traz parcerias dela com Luiz Tatit (Quem Ama Sofre), Blubell (Perdeu, Playboy), Fernanda Takai (A Ousadia, com as duas cantando) e Zeca Baleiro (Cinema Ilusão, com as vozes dos autores e de Chico César).

Fome de Tudo é um momento mais agitado e feroz do disco. A letra remete ao sentimento coletivo de querer ansiosamente curtir a vida por aí, como era antes da pandemia. “VB e Chico César juntaram suas verves para criar esta pérola, um iê-iê-iê Jovem Guarda existencialista de refrão matador, em que ela encarna uma Wanderléa hardcore do século 21”, diz Zeca Baleiro.

O multi-instrumentista e produtor musical do álbum, Rafael Castro, experimentou diversas coisas com VB no estúdio até chegar no resultado que pode agradar a ouvidos críticos de diferentes públicos. Com a sua letra raivosa, a canção pedia uma base natural e energética. Ela é a única gravada com todos instrumentos orgânicos (bateria, baixo, guitarra, teclados e trompete), de um jeito mais relax, com a precisão da edição. Não deu outra: parece com uma banda tocando ao vivo nos anos 1970, ao contrário do resto do disco que tem uma roupagem mais pop e vai a diversos lugares estéticos pra vestir cada hit.

“A Vanessa, além de compositora, é uma intérprete incrível. Não precisei dizer muita coisa pra ela sentir a agressividade da música e soltar a voz. Fiquei ao lado incentivando cada grito e cada loucura que ela fazia naturalmente”, afirma Castro. O single é uma síntese da artista: uma pessoa com fome exacerbada de tudo, com sensação de que as coisas vão para trás enquanto ela tenta correr pra frente.

“Eu não fiz essa letra durante o isolamento social, mas resolvi lançar porque tem tudo a ver com o que a gente está vivendo agora. A gente tem fome de vida, fome de voltar a ter a vida da gente, fome de voltar a ir ao cinema, de abraçar os amigos, de poder fazer show, ver show pra vibrar juntos, ela não é uma música pandêmica, é uma canção da minha personalidade mas que tem tudo a ver com agora”, fala Vanessa Bumagny.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #VanessaBumagnyeChicoCesarFomeDetudo #VanessaBumagny #ChicoCesar #FomeDetudo #Hardpop #CinemaIlusao #

 

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leia Também