“Vocacelli” um curta metragem de alta qualidade

Vocacelli é um curta metragem, escrito por Lucas Amorim e Dennys Tadeu, que promete entregar qualidade digna de super produções.

Durante uma entrevista que realizamos com o elenco e a equipe, foi notável o trabalho e comprometimento de todos, em todo o processo, para entregar um resultado que,  certamente,  surpreenderá todo o público. De início, o que chama mais atenção é a intimidade e parceria que esses profissionais conquistaram, até mesmo ao comentar sobre o processo de produção. Nessa conversa, ficou evidente o potencial do enredo e, sem dúvidas, com todo o envolvimento e profissionalismo, Vocacelli surpreenderá a todos que assistirem essa grande produção.

De fato, quando falamos de produções em meio a crise que vivemos, não podemos ignorar os desafios que tal situação coloca à todos os profissionais. Dennys Tadeu, também diretor do filme, afirma: “O fator Pandemia foi uns dos maiores desafios. Por mais a cautela que tivemos em todas as etapas:  reunião, ensaios e gravações, nós tomávamos todos os cuidados, com o uso de máscara, trocando-a constantemente, além do distanciamento e uso de álcool em gel. Ainda sim, o medo estava presente.”

“Sempre realizávamos o exame para ter ciência de que a equipe estava bem e assim poder continuar produzindo. Foi um projeto sem tanto investimento financeiro, mas que conseguiu ter um processo de gravação confortável.”

“Tivemos uma pausa por conta do Lockdown. Estávamos sempre procurando locais de gravação e com algumas dificuldades, afinal foi um curta independente. Mas com muito trabalho e sacrifício, ficou muito bom e eu estou feliz com o resultado” diz Kiko Del Toro, Diretor de arte.

Anderson Peter, Diretor de Fotografia, relembra que por conta da Pandemia, alguns lugares de gravação mudaram de última horam e ainda acrescenta:

“Conseguimos produzir com uma câmera que é a mesma da produção do filme ‘Vingadores’, tudo isso graças ao nosso patrocínio.”

Filmes, novelas e séries são produzidas há anos no Brasil. Sabemos também que o brasileiro tem aquele jeito acolhedor de abraçar e receber à todos muito bem e isso sempre foi retratado em qualquer história. A atuação é contato, é abraço e, em sua maioria, a expressão de sentimentos. Gravar um filme prestando atenção nesses cuidados, não deixa de ter sido um desafio para todo o elenco de Vocacelli.

Lucas Amorim, também protagonista da trama, diz que,  apesar de atuar com sua namorada e amigos, os quais convive diariamente, todo o processo do filme foi gravado com qualidade e segurança e isso gerou um resultado satisfatório.

Bruna Varga, atriz que da vida à Eleonora, diz:
“O maior desafio de fazer um filme em meio a Pandemia foi a questão de contracenar, por estarmos perto um do outro, mas mesmo assim, com todos os cuidados, me senti segura. Durante a gravação, não fomos só atores e produção, mas sim uma equipe que se ajudava. Viramos uma família.”

Vitor Arena, que faz o personagem Paco, diz: “A equipe estava muito concentrada, todos unidos e isso que foi essencial para o resultado.”

Fabrício Pietro, que está na trama como Don Rodolfo Vocacelli, analisa que cabe ao ator trabalhar em cena todo esse cuidado que o momento atual exige. “É uma informação que está presente no cotidiano, existe um risco. Fizemos o filme todo nesse aspecto, se não fosse isso, seria outra coisa, diferente de quando você está no teatro, que os fatores mudam, e isso faz parte do jogo.”

Guilherme Maia, que interpretou Lorenzo, afirma:  “Foi difícil essa questão da Pandemia. Até então, eu estava em casa, com a minha família, e foi conversado que a questão de sair foi aceita, já que era para trabalho. Eu estava com medo, mas estávamos nos cuidando. O trabalho no set de filmagem também ajudou muito na concentração e desenvolvimento do personagem.”

Ao ser expectador de uma história, imaginamos tudo que levou ao processo de sua criação. Pensamos no contexto da mensagem e nos personagens, sendo um trabalho que não só depende do roteirista, mas também dos intérpretes. O elenco também deixou registrado em nossa conversa os pontos que nos fazem aguardar, ansiosamente, para conferir todo esse trabalho.

Lucas Amorim, ainda complementa: “Na história, quis inserir algo que não ficasse só na máfia, mas que pudesse representar a relação da família, onde tem dois irmãos: um que se espelha no pai e quer se tornar um grande líder, e outro que, por mais que tenha a mesma criação, toma atitudes diferentes. O pai entra como uma representação da família e pelo Franci estar à frente de tudo isso, acaba ficando réfem. Você pode seguir a história dele, onde ele acaba sendo um vilão. Mas ele também começa a ser interessar por um vida que, até então, é desconhecida.”

Tadeu acrescenta: “O fator favorito é a família. Podemos citar filmes como ‘O Poderoso Chefão’ e ‘O Irlandês’, que mostram coisas que acontecem com familiares, além de porrada e sangue. Mesmo mostrando relações entre inimigos, trouxemos ainda uma relação forte entre o protagonista e o pai, Don Rodolfo, não deixando de ser explorado também o relacionamento de Franci com a namorada, Eleonora. Cada personagem tem diversas camadas, tem sua história. A ideia do curta metragem surgiu quando eu e o Lucas fizemos um trabalho de conclusão de curso (TCC), em que o personagem dele se chamava Vocacelli. Tempos depois, ele me procura e sugere que, a partir desse personagem, fizéssemos uma outra história, sendo assim o início do projeto. E para tudo isso acontecer, a coragem foi o ponto principal.”

Vitor Arena reforça: “Foi bem louco o processo. Conheço o Lucas à anos, acompanhei os ensaios, e depois ele me mandou mensagem pra começar a fazer o Paco. Apesar de fazer três anos que tinha me formado, aceitei. Foi um processo desafiador. Eu estava fazendo publicidade, mudei pro audiovisual, pois me apaixonei pela arte. Como ator, foi uma participação pequena, mas que me deixou feliz, por estar com meus amigos. Foi muito bom.”

Bruna Varga ainda diz: “Ter entrado no Vocacelli, foi uma oportunidade grande pra mim. Eu e o Lucas ainda estávamos nos conhecendo. A minha personagem, em partiular, vai para um caminho diferente dos demais, focado mais para a parte romântica do filme.  Fui a única mulher do elenco, e isso foi um desafio. Mas ao mesmo tempo, eu vejo muito da personagem em mim, o que me ajudou. Também ter a oportunidade de construir o figurino e ter atuado com meu namorado, foi um momento especial.”

Guilherme fala: “Realizar esse trabalho me deu mais tranquilidade, pois não teve barreira entre a direção e  o elenco e gosto de trabalhar assim. O convite pro filme aconteceu em uma ligação de cinco minutos, com o Lucas me dizendo que estava pensando em me colocar para fazer o Lorenzo. É um personagem pequeno em questão de texto, uma participação especial, mas tem a sua importância.  Nos ensaios, o Dennys nos direcionava com dicas e o Fabrício também me ajudou muito nesse processo.”

Fabrício comenta: “A vida nos surpreende!  A experiência de fazer esse personagem com filhos grande e jovens, foi um choque mas também uma delícia. O Don Vocacelli é um personagem cativante, com muito desejo e convicção, que vislumbram seu destino. Ele tem domínio sobre isso e aceita o risco, não deixando ser sua maturidade.”

Bruno Álba, que interpreta o irmão de Franci, também diz:

“Fazer o Lucca  foi uma experiência legal. Ele queria ser um líder, como o pai, tinha uma natureza debochada e isso rendeu muita diversão.“

O elenco ainda finaliza dizendo o que o público pode esperar de ‘Vocacelli’

“O público pode esperar um curta de qualidade, algo que não tem no Brasil. Com produção e qualidade técnica, onde todo mundo se envolveu. Vocacelli é a nossa obra prima, um filme com atores de qualidade. Cada cena do filme pode originar um filme completo e desde o primeiro plano, o filme traz tudo que tem que trazer. É um filme que vai mudar a vida de todos, como mudou a do elenco e da equipe. Um filme capaz de render diversos prêmios, que  contém em seu enredo: romance, ação, tiro e brigas, além de ter sido gravado com um equipamento de alta qualidade.”

#ToNaMidia #VocacelliCurtaMetragem #GuigaDMN

 

 

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leia Também