The Barba lança “Geração Terapia”, EP que aborda os transtornos mentais e o desamor

Depois de mais de um ano em estúdio, o cantor e compositor paulista The Barba lança “Geração Terapia”, EP de estreia composto por uma faixa instrumental de introdução e seis canções autorais que dialogam sobre os transtornos mentais, tais como a depressão, ansiedade e transtorno do pânico, esses vividos pelo próprio artista desde sua adolescência. Assim, para o cantor, o trabalho é um convite à reflexão e um apoio espiritual para os que sofrem.

Clipe Psicanalise
Antes do EP, The Barba lançou o clipe de “Psicanálise”, também disponível como single nas plataformas de streaming. A música não foi escolhida à toa para dar o gostinho do que viria semanas depois. Isso se deve ao fato de que “Psicanálise” já era conhecida pelo círculo social do músico e reverenciada por seus amigos como um grande destaque entre seu vasto catálogo de composições acumuladas durante anos.

De uma maneira geral, a canção traz, além da questão da saúde mental, uma constante inquietação frente à falta de amor na sociedade. Depois da primeira execução do refrão, The Barba entra em um diálogo fictício e profundo com o Pai da Psicanálise, Sigmund Freud, questionando-o a respeito do porquê da humanidade estar tão perdida.

O diretor Asaph Guedes soube, dentre muitos detalhes, encaixar muito bem a proposta da letra. Inicialmente, o vídeo inicia com um registro de uma palestra de Freud. O ator é próprio The Barba e, nas imagens gravadas em sua residência, ele aparece atormentado, o que claramente transmite a sensação de dor e sofrimento, sendo que essas cenas são embaladas por imagens da banda que o acompanha. Na segunda parte, o artista se torna um paciente de Freud.

FAIXA A FAIXA
“Geração Terapia” – O músico questiona a atual geração ao colocar a fragilidade como um poderoso caminho para os transtornos mentais e o suicídio;

“Psicanálise” – O caos da humanidade e o desamor são abordados por The Barba na primeira parte da música. Na segunda, ele vive um diálogo com Sigmund Freud a fim de saber se há explicações para a turbulenta vida humana. No refrão, o pedido para que aquele que roubou os sonhos dos homens nos devolvam;

“Caos Particular” – Nesta música, o caos particular se refere ao tormento interno que muitas vezes não é compreendido pela sociedade;

“Soul Silêncio” – É a partir do silêncio que The Barba acredita que muitas coisas podem ser ditas e, talvez, todas.

“Cante Comigo e Continue” – Considerada a que mais carrega a ideia de esperança e de ir para a luta, a música é um convite que The barba faz para que o público erga a cabeça e entre na dança da vida.

“Blues da Insônia” – Esta música tem teor romântico, sendo a garota a responsável pelas noites em claro. No entanto, entrelinhas a letra cai na mesma questão que as outras do EP.

SOBRE O ARTISTA
Natural de Andradina-SP, onde vive atualmente, Aliander Picarelli sempre foi multiartista, expressando seus sentimentos e opiniões por meio da música, do desenho, da poesia e até mesmo pelas artes cênicas. Tanto talento estava escondido, até que com o apoio de amigos, da Revista Arte Brasileira, da Agência Assessart, e agora do selo Fábrica do Som, o músico resolve levar a sério a ideia de ir para os palcos e entrar para o mercado fonográfico.

Desde criança, entre amigos e familiares, o artista carrega o apelido de Lica, e o nome artístico The Barba surgiu há algum tempo. Suas músicas apresentam um poeta preocupado com a humanidade, com o amor entre as pessoas e em relacionamentos afetivos. Ao contrário da sua referência musical que é o Rock N Roll, The Barba canta e toca ao estilo MPB, indie e com a pegada do próprio rock.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #BandaTheBarba #GeracaoTerapia

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também