Scalon lança “Taça de Vinho” inspirado em sonoridade dos anos 80

Cantor e compositor mineiro apresenta lado intimista em novo single que chega aos aplicativos de música na sexta-feira (25); videoclipe será lançado no domingo (27).

Com facilidade para abordar temas que envolvem os relacionamentos, sempre com muito bom-humor, o cantor e compositor mineiro Scalon explora uma nova faceta de seu trabalho em “Taça de Vinho”. Inspirada em uma sonoridade característica dos anos 80, marcada por sintetizadores e uma batida nostálgica, a canção está disponivel nos aplicativos de música.

Acompanhando o universo introspectivo da canção, o videoclipe – que vai ao ar no domingo (27), às 12h, no canal do YouTube – também apresenta o artista em uma nova perspectiva. “A temática dessa música surgiu de experiências pessoais. Quando compus junto com o também produtor da música, Mateus Melo, estava repensando muita coisa sobre minha vida pessoal. Por isso, a música tem essa característica mais introspectiva e séria, deixando um pouco de lado as brincadeiras e ironias presentes nos trabalhos anteriores”, comenta SCALON.

Produzida pelo estúdio 48K, a música fala sobre relacionamentos unilaterais e arrependimentos e foi inspirada na sonoridade dos anos 80 presente em hits atuais como “Blinding Lights”, do The Weeknd. “Eu gosto bastante de experimentar na composição/produção das minhas músicas. Sou muito eclético e ouço muita coisa diferente e isso acaba influenciando muito na hora de compor e produzir”, afirma o artista que já utilizou de outros ritmos aliados ao pop, como o brega em seu último single “Sofrer Dançando”.

Estilos
Scalon ainda destaca que apesar de cada música ter a sua peculiaridade de estilo e característica, elas acabam conversando entre si. “A ideia é variar e explorar o máximo que eu puder, mas mantendo uma certa unidade entre os trabalhos. A música seguinte à ‘Taça de Vinho’, por exemplo, já tem uma sonoridade bem diferente. Tento não limitar meu trabalho para se encaixar em uma determinada sonoridade”, adianta.

Foi justamente buscando essa mudança de sonoridade que, com dez anos de carreira trabalhando em outros estilos musicais, o artista se lançou integralmente no pop com “Palhaço”, seu primeiro single da nova fase. “Para mim foi uma transição natural que acompanhou a mudança no meu gosto musical. O que eu ouço me influencia na hora de compor e produzir e a música pop ganhou cada vez mais espaço nos meus aplicativos de música. Foi natural que eu seguisse por esse caminho no meu trabalho autoral”, finaliza.

 

SOBRE SCALON
Mineiro, Scalon nasceu e cresceu na cidade de Sacramento. Desde criança tem uma forte conexão com a arte. Fez aulas de sapateado e jazz, curso de pintura, mas foi na adolescência que o amor pela música nasceu. Aos 16 anos, começou a tocar violão e, aos 20, as primeiras músicas autorais começaram a ganhar vida.

Em 2011, decidiu mudar completamente sua história. Trancou a matrícula na Faculdade de Medicina do Triângulo Mineiro e se mudou para São Paulo em busca do sonho de trabalhar com aquilo que mais ama: a música.

No ano de 2015, lançou o EP autoral Tito Scalon com direção artística do produtor Rick Bonadio, em parceria com a gravadora Midas Music. Agora, com uma sonoridade mais pop e uma identidade artística cada vez mais original, SCALON volta ao cenário da música com novas composições e tendo como parceira a Seta Reta Music.

Em seus últimos lançamentos, “O Golpe Tá Aí” fala de situações amorosas de forma divertida, através de um pop leve, “Nós Por Nós” promove a resistência LGBTQIA+ e “Sofrer Dançando” descreve, de forma bem-humorada, a “sofrência” de um término e o processo de superação através do brega pop.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #Scalon #ScalonTacaDeVinho #ZAZConteudo

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também