Search
Close this search box.

Quando é necessário fazer uma Holding de Controle?

De acordo com um estudo conduzido pelo Sebrae e pela Fundação Getúlio Vargas (FGV), após um período de dois anos, cerca de 33% dos empreendimentos no Brasil fecharam as portas. Na pesquisa, a falta de planejamento e preparo das empresas foram apontadas como a principal causa para o encerramento das atividades.

Com o objetivo de evitar ataques e problemas societários, que provocam prejuízos financeiros significativos e até mesmo interrupção nos negócios, muitos empresários buscam alternativas jurídicas mais confiáveis. Uma estratégia que vem ganhando cada vez mais espaço no Brasil e no mundo é a criação de uma Holding.

Através desta estrutura jurídica, que centraliza os processos de diversas empresas em um guarda-chuva maior, o cliente fica protegido de decisões equivocadas, problemas fiscais ou conflitos entre sócios. Essa estratégia é utilizada amplamente por grandes empresários, políticos e milionários mundo afora. Felizmente, o modelo está mais acessível nos dias atuais, permitindo a contratação do serviço e um contato com um público mais amplo.

Com uma Holding de Controle bem estruturada, por exemplo, todos os ativos ficam protegidos, proporcionando significativos ganhos de capital e maior estabilidade jurídica e fiscal.

Benefícios de uma Holding Controladora
A estruturação de uma Holding Controladora possibilita ao cliente não pagar alíquotas cheias no imposto de renda de pessoa física, além de assegurar o máximo de proteção jurídica e tributária. Com o controle total e absoluto da sociedade, também é possível reduzir significativamente o risco de entrar em um grupo econômico com sócios de baixo score.

A partir de ferramentas e mecanismos jurídicos amparados pela lei brasileira, é possível evitar ainda: a descoberta do seu patrimônio pessoal por terceiros; o bloqueio de ativos familiares; a influência de problemas societários sobre os seus bens pessoais; exposição causada por vazamento de informações sensíveis e dados financeiros; necessidade de inventário ou Imposto de Transmissão Causa Mortis e Doação (ITCMD); entre outros.

Como estruturar efetivamente uma Holding
A estruturação de uma Holding demanda uma análise minuciosa sobre as necessidades reais do cliente e condições mínimas de implantação. Para que o processo seja feito de forma assertiva, o primeiro passo é buscar uma empresa especializada neste nicho de mercado, oferecendo um atendimento personalizado.

A STLA é uma das referências do mercado, oferecendo serviços especializados em diversos tipos de Holding, incluindo os modelos Patrimonial, Familiar, Imobiliária, Matrimonial, de Controle, entre outros.

Saiba mais sobre a Holding de Controle

 

#ToNaMidia #SuaImprensa #HoldingDeControle

COMPARTILHE
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também

a) Cole no código-fonte do seu site, próximo à parte inferior, pouco antes, ex: da mesma forma que você insere o script/código do google analytics. b) Caso você esteja usando banners, você também precisa adicionar a tag: