Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/tonamidi/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/tonamidi/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/tonamidi/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/tonamidi/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36
TÔ NA MÍDIA

Necessário ter acompanhamento emocional afirmar influencer Marcelo Bianchini


Notice: Trying to access array offset on value of type bool in /home/tonamidi/public_html/wp-content/plugins/elementor-pro/modules/dynamic-tags/tags/post-featured-image.php on line 36

Treinador comportamental e mentor de vida e negócios, Marcelo Bianchini considera que a força mental é a base para enfrentar as adversidades, inclusive a atual crise

No último ano a palavra de ordem foi adaptação. As restrições impostas pela pandemia obrigaram a população a se reinventar em todos os sentidos: profissional e pessoal. O treinador comportamental e mentor, Marcelo Bianchini, diretor-fundador do Instituto Bianchini, especializado em mentorias e que desenvolve treinamentos, explica que resiliência é a palavra-chave.

Em um dos treinamentos que dou, explico que devemos saber nos adaptar a todos os cenários, que não adianta nos focarmos no externo, nós é que devemos aprender a responder às adversidades”, afirma. Em suma, agir diferente para ter resultados diferentes. Um de seus treinamentos se chama “Atitude de Tigre”, a alusão ao felino se baseia no fato de que a espécie vive em diversos ambientes, da selva à neve, e em todos eles é um animal forte, portanto, é um exemplo de adaptação.

Marcelo afirma que nunca foi tão necessário procurar ajuda profissional, visto que nem sempre é possível enxergar as soluções dos problemas quando se está envolvido. “O olhar de fora é fundamental e não pode ser ignorado, eu consigo enxergar os erros e acertos dos meus mentorados e alunos, assim é possível apontar soluções que eles não conseguiriam ver por estarem desesperados”, afirma.

Entretanto, ele explica que isso significa sair da zona de conforto, o que nem sempre é fácil. “Muitos preferem culpar o governo, o chefe, a família, ou seja, culpam os outros e não reconhecem que eles mesmos têm responsabilidades e precisam agir e serem protagonistas de suas vidas”. Bianchini recomenda que todos façam algum tipo de acompanhamento emocional ou programa de mentoria, mesmo aqueles mais resistentes. “O momento é de grande instabilidade e devemos nos manter fortes para prevenir quedas diante dos possíveis golpes”. Para quem não puder neste momento pagar por um acompanhamento, a dica é refletir sobre suas atitudes e buscar histórias inspiradoras. “Li diversas biografias de pessoas de sucesso, isso me ajudou a me inspirar, pois vi pessoas que venceram dificuldades iguais ou maiores que as minhas e isso me fortaleceu”, recomenda Bianchini

 

Intagram: @marcelobianchinioficial

YouTube: Marcelo Bianchini

Site: marcelobianchini.com.br

#ToNaMidia #SuaImprensa #MarceloBianchini #Mentoria

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também