“Manger Cadavre” lança novo disco ‘Decomposição’

A banda Manger Cadavre? lança seu novo álbum intitulado Decomposição. Com 11 faixas, o quinteto formado por Nata Nachthexen (vocal), Marcelo Kruszynski (bateria), Paulo Alexandre (guitarra) e Bruno Henrique (baixo) levou a sonoridade do trabalho para os rumos do death crust, mas ainda com a essência do hardcore.

Decomposição é o segundo álbum na discografia da banda formada em 2011 e que tem sido apontada por público e crítica especializada como um dos mais importantes expoentes da música pesada brasileira na atualidade. Traz na décima faixa – Demônios do Terceiro Mundo -, as participações especiais dos vocalistas Fernanda Lira (Crypta) e Caio Augusttus (Desalmado) como “uma horda de demônios” com a missão de retratar a ideia de uma rebelião dos povos massacrados no Terceiro Mundo contra os países imperialistas.

Gravado no estúdio Family Mob, em São Paulo, a produção de Decomposição é assinada por Otavio Rossato, responsável também pela mixagem. Luiz Sangiorgio foi o assistente de gravação e a masterização ficou a cargo de David Menezes. As artes visuais do disco foram assinadas pelo ilustrador Wendell Araújo, que criou a capa, e Alcides Burns, que desenvolveu o encarte.

Dez das onze faixas são de autoria de Nata Nachthexen e, pela primeira vez na história da banda, o baterista Marcelo Kruszynski participa como compositor em ‘Cemitério do Mundo’.

Decomposição não é um álbum temático, mas, gira em torno de dois pontos centrais de reflexão: a vida, a morte e pensamentos sobre a existência e outra camada que aborda em tom crítico assuntos como a pandemia. Já tem um clipe lançado no YouTube da música Apatia, título inspirado na melancolia, que, no século XIX era tida como o mal do século e chamada de Doença dos Olhos Vazios.

Decomposição é o primeiro álbum após a entrada de Paulo Alexandre e Bruno Henrique. “Esse disco é representante da fase mais madura da banda até o momento e como é o primeiro com a nossa nova formação, dá para esperar um crescimento ainda maior da nossa sonoridade”, conta a vocalista Nata.

O trabalho é um lançamento conjunto dos selos Xaninho Discos, Poeira Maldita Recs, Helena Discos, Brado Distro, Two Beers or Not Two Beers Records e Tiranossaura Recs e tem como distribuidor digital o selo estrangeiro Blood Blast, subsidiário da gravadora alemã Nuclear Blast.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #BandaMangerCadavre

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também