Levi Lessa, um carioca da gema com a musicalidade do Brasil

Levi Lessa, carioca, com apenas 18 anos, nascido em 2004, desde os 6 anos já mostrava sua direção à música. Nascido na zona norte carioca, próximo ao Baixo Guadalupe, famoso na época, devido ao burburinho dos bares e shows locais, já o chamava atenção.

A música herdou do pai, que nas horas vagas, toca percussão, principalmente, cajon. Depois de tanto insistir, ganhou dele, o seu primeiro instrumento, um violão, o qual, quase não dava conta de segurar. O gosto pela música, já estava mais que despertado começando a aprender os seus primeiros acordes. Para surpresa de todos, aos 7 anos teve sua primeira composição. Começou a buscar informações pela internet, se aprofundando cada vez mais na música.

Logo que começou suas aulas de violão e de canto, notou-se que suas referências no cenário musical eram bastantes ecléticas, com referências no pop e no rock brasileiro, do Legião urbana, Lulu Santos, Tiago Iorc, entre muitos outros. Além de ícones internacionais como Bruno Mars, Daniel Caeser e até Michael Jackson. Criando assim uma identidade muito própria em suas composições e arranjos.

Em 2019, com 15 anos lançou o seu primeiro single, “Brigas Bobas” com a participação de Luizin Mc. Ainda no mesmo ano dando seguimento a sua nova carreira, mas fundamentada em seus objetivos, apresenta, “Seu Beijo”. Não demorou para surgirem os shows, festas de amigos, formaturas de segundo grau, além de abertura de shows de artistas maiores.

Mas em 2020 o mundo é acometido pelo distanciamento, pela pandemia do Covid 19. As apresentações, festas e a aproximação pública teve que ser contida. Mas isso não desanimou, muito menos tirou o artista de seu foco, de sua arte. Mesmo assim Levi Lessa lançou as autorais, “Auge Da Beleza” e “Delirante”, que chegaram a fazer barulho em diversas rádios do interior do estado, Minas, Espirito Santo e até São Paulo.

Chegamos há 2021, e, ainda com a incerteza da pandemia, mais um single, também de autoria própria, “Sinta a Vibe”, uma música leve e dançante, e, não parou por aí. No segundo semestre do ano passado, depois de uma separação daquelas, que todo bom romântico sente, escutando um dos seus ídolos, o cantor Péricles, veio a inspiração nostálgica, “Tipo Pericão”, criada a partir do artista ouvir a canção, “Até Que Durou”, quando estava naquela “bad” por amor de sua primeira paixão. “Só eu sentia amor, foi o pensamento que no momento passou pela minha cabeça, fazendo com que a música, desse mestre, me inspirasse, nessa canção. Hoje estou “noutra” vibe, mas quem nunca, passou por isso? Faz parte, até nos inspira!” Ressalta Levi.

Levi Lessa resolveu mergulhar de cabeça em sua carreira profissional e pretende somar e muito na música brasileira. Atualmente o cantor está trabalhando duas canções, entre elas, “Delirante”, composição do próprio Levi e produção musical, de Pablo Greg e Marcelo Braga. Contando com shows no mesmo palco que Sorriso Maroto, Rodriguinho, entre outros, sua agenda para fevereiro e março estão intensas nos finais de semanas, principalmente em aniversários de 15 anos, shows fechados nos feriados de carnaval, em diversas casas pelo estado do Rio, Minas, SP e Espírito Santo.

Em seu repertório,sob direção do produtor musical Vini Lobo, além das autorais, podemos ouvir, “Talismã”, “Meu Pedaço de Pecado”, “Mande Um Sinal”, além de outros sucessos do Pixote, Bruno Mars, entre outros fenômenos da música, mas todas numa leitura contagiante e muito própria.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #LeviLessa #LeviLessaDelirante

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também