“Ingrid Miller” a voz negra que surge no sertanejo

Aos fãs de Sertanejo e música boa tem novidade chegando ai, a primeira cantora negra Sertaneja, vem com uma voz marcante cantando grandes sucessos e trazendo a música de trabalho “Imagina se eu fosse casada” uma certa que vai grudar na cabeça do povo, especialmente aos solteiros que fogem de casamento.

Ingrid Miller, de apenas 20 anos de idade, é cantora, compositora e modelo, iniciou os primeiros passos na música com apenas 9 anos, inspirada pelo avô que tocava violão e vinda de uma família de cantores, ganhou seu primeiro violão (rosa) do primo e ai o sonho começou a ganhar corpo. Curiosa e sempre interessada em música, aprendeu a tocar violão através da internet.

Natural de Taiobeiras-MG, fazia covers em seu canal no Youtube, tocava em barzinhos e eventos, enquanto aprimorava seu dom através de aulas de canto e violão. No período de pandemia iniciou a parceria com o empresário Júnior e começou uma nova fase na carreira, prestes a gravar seu primeiro DVD em Goiânia com a músicas mais tocadas do momento como; “Ficha Limpa” de Gustavo Lima, “Baby me atende” de Matheus Fernandes e Dilsinho, “Batom de Cereja” de Israel e Rodolffo, “Esquema preferido” dos Barões da Pisadinha, “Cidade inteira” de Erick Land, “coração bandido” de Marília Mendonça, entre outras canções e sua música de trabalho “Imagina se eu fosse casada”.

Ingrid, fala dos planos futuro e o quanto deseja ter sua música nacionalmente conhecida, comenta também de suas inspirações nas cantoras Simone & Simaria e no cantor Gustavo Lima para compor, além de sonhar em cantar com a dupla de coleguinhas.
Atualmente Ingrid mora em São Paulo e está com a agenda aberta para show e eventos em todo Brasil.

https://www.instagram.com/ingridmiller.oficial/

#ToNaMidia #SabrinaSouza #IngridMiller #SeEuFosseCasada

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também