Search
Close this search box.

Evolução da lipoaspiração: Dr. Laertes Thomaz Junior fala sobre novas técnicas

A lipoaspiração não é um procedimento novo. Ele já é realizado desde a década de 80, mas, de alguns anos pra cá, ganhou novas abordagens e incorporou tecnologias para melhorar os resultados e o pós-operatório.

O cirurgião plástico francês Yves Gerard Illouz revolucionou o tratamento da gordura localizada ao remover a gordura subcutânea por cânulas ligadas à aspiração contínua. Este procedimento, que depois ficou conhecido como lipoaspiração, é um dos mais realizados no universo da cirurgia plástica.

Quer saber de tudo a respeito da evolução das técnicas de lipoaspiração e como, agora, ela traz melhores resultados com rápida recuperação?

Dr. Laertes Thomaz Junior, cirurgião plástico membro da Sociedade Americana e Brasileira de cirurgia plástica, fala sobre as tecnologias incorporadas e quem pode fazer esse procedimento nos dias de hoje!

Lipoaspirações realizadas no Brasil

A lipoaspiração é o segundo procedimento de cirurgia plástica mais buscado no Brasil. A intervenção é indicada para pessoas que querem retirar o excesso de gordura corporal em áreas como barriga, coxas, costas e braços.

Atualmente, há abordagens como lipo HD e lipo de consultório. Estima-se que, por dia, sejam realizadas quase 600 lipoaspirações no Brasil, que podem ou não serem associadas a novas técnicas.

Tamanho das cânulas: primeira revolução na lipoaspiração

A substituição de cânulas inicialmente calibrosas por cânulas mais finas reduziu a agressividade da cirurgia, proporcionando uma superfície com menos irregularidades.

“Outra novidade foi a introdução de uma solução vasoconstritora no tecido adiposo antes de iniciar o procedimento”, explica Dr. Laertes, enfatizando que a mudança garantiu menos sangramento e maior volume de gordura removido.

Um dos maiores avanços da lipoaspiração foi o uso de um mecanismo eletrônico vibratório conectado às cânulas, que realiza movimentos axiais, circulares e muito rápidos. Chamada de vibrolipoaspiração, essa técnica facilita a passagem da cânula pelos tecidos e preserva a sensibilidade manual para os refinamentos.

“Com isso, há mais rapidez no tratamento de grandes áreas corporais, reduzindo o tempo cirúrgico em 35%. A pulsação ajuda a remover gordura localizada por quebrar células adiposas, reduzindo o estresse físico e dando ao cirurgião uma melhor condição para remodelar algumas áreas do corpo”, explica Dr. Laertes.

Lipo HD: técnica queridinha dos famosos

Na lipo HD, uma das técnicas mais modernas, o vibrolipoaspirador faz um movimento de rotação com a ponta da cânula, resultando em tecidos menos machucados e uma cirurgia muito mais tranquila.

“Outro aparelho bastante moderno e que facilita a cirurgia de lipoaspiração é o Vaser (lipoaspiração ultrassônica), indicado para o momento que antecede a retirada de gordura. Quando ela fica líquida, é mais fácil fazer a sucção com a cânula do vibrolipoaspirador”, explica Dr. Laertes, que também utiliza aparelhos como Renuvion e BodyTite para diminuir a flacidez da pele.

Diferença entre lipo LAD e lipo tradicional

A chamada lipo HD é outra alternativa às técnicas tradicionais de lipoaspiração. Essa tecnologia atua seletivamente no tecido adiposo, deixando a gordura líquida para facilitar sua extração.

A principal diferença entre a lipo LAD e a tradicional é que a primeira viabiliza uma escultura corporal. Nela, o cirurgião pode remover a gordura corporal superficial e profunda que envolve os grupos musculares.

A lipo HD pode ser feita em mais regiões, além do abdômen. Ela é indicada para todos os locais do corpo em que haja pouca gordura, tais como braços, costas, coxas ou panturrilhas.

Mini lipo ou lipo de consultório

A lipo light é um procedimento destinado a quem precisa remover gordurinhas indesejadas, mas não quer se submeter a uma grande cirurgia plástica.

Também chamado de lipo de consultório, mini lipo ou smart lipo, o procedimento não exige internação e pode ser feito 100% dentro da clínica médica, com uso de anestesia local e alta no mesmo dia.

“A lipo light é indicada para casos específicos. Ela é recomendada para pacientes dentro do peso ideal, mas que tenham pequenas gorduras locais”, explica Dr. Laertes, enfatizando que o procedimento pode ser realizado em locais como a parte interna dos joelhos, o culote, o abdômen, queixo/papada, braços, costas e culotes.

A mini lipo não deve ser feita por pessoas muito acima do peso ideal ou que tenham problemas de saúde que impossibilitem que o procedimento seja realizado com segurança na clínica.

COMPARTILHE
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também

a) Cole no código-fonte do seu site, próximo à parte inferior, pouco antes, ex: da mesma forma que você insere o script/código do google analytics. b) Caso você esteja usando banners, você também precisa adicionar a tag: