Com reggae e ativismo, Helgi reflete sobre desigualdade no single “Flores pra Enfeitar”

Desprezar a desigualdade de classes, é abandonar as minorias. E o atual governo brasileiro, tem feito isso com maestria. Por isso, é preciso lutar. E é justamente neste sentido que o cantor Helgi divulga o single Flores para Enfeitar.

A faixa trata-se de um grito de alerta, que visa estimular uma reflexão sobre o país e a sociedade como um todo. No âmbito melódico, a canção é recheada de reggae e se assemelha à sonoridade da banda Steel Pulse. A produção é assinada por Henrique Villela.

Segundo Helgi, o pensamento crítico é o primeiro passo para que a desigualdade diminua. “A mente é o nosso instrumento mais poderoso. Com ela, podemos lutar e evitar que nos submetam ao desprezo à ascensão das classes. Não é possível que um ministro, por exemplo, fale sobre as pessoas  com deboche e ironia”, frisou.

No meio artístico há 17 anos, Helgi traz a bagagem de uma vida nesta faixa, que corresponde ao seu primeiro lançamento como artista solo. Para ele, “Flores pra Enfeitar marca o início de algo muito significativo, feito com muito esforço, determinação e coragem”.

#ToNaMidia #ClaudeLopes #Reggae #Helgi #FloresPraEnfeitar #SteelPulse #HenriqueVillela

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também