Ana Paula é exemplo de superação e quer usar sua rede social para ajudar pessoas

Ana Paula Ezequiel Cavalcante 35 anos, uma filha de 7 anos e separada a quase 3 anos. Ela enfrenta seus problemas, que vão além do que muitos podem imaginar e ela tira força de sua família e sua filha para viver um dia de cada vez superando todos os segundos de instabilidade emocional.

Acompanhe o depoimento desta guerreira:
Nasci em são Bernardo do Campos. Há 5 com um diagnóstico preciso, depois de apresentar por anos Transtorno de Ansiedade Generalizada (TAG), tais como: mania de limpeza, excesso de cuidado com as pessoas, impulsividade e agressividade. A ansiedade era tanta que, sem perceber, passei a me mutilar com qualquer objeto que encontrasse pela frente para tentar externar tamanha dor interna. Eu sentia e sinto na maioria das crises uma angustia tão grande, uma dor interna, que a automutilação e o excessos de álcool e remédio e outros afim. Talvez fosse uma maneira de tentar aliviar tudo. Além disso, fiz por várias vezes as misturas de álcool com bebida alcoólica em excesso, quando não o abuso dos remédios resultando e complicações que me levaram a algumas internações até a UTI.

Fui afastada do trabalho no qual amo o que faço, porém já não consigo com tamanha instabilidade emocional da conta, e isto me frustrou muito e, como se não bastasse, a previdência social- INSS negou por diversas vezes o pedido de auxílio-doenca, isso me fez recorrer à justiça. Por perceber que ainda falta muito para as pessoas reconhecerem a seriedade dos transtorno mentais. Não é brincadeira, eu mesma demorei para compreender o que estava acontecendo comigo, também acreditava que era frescura carência ou qualquer outra coisa pois e mais fácil assim acredita.

Resolvi, então, buscar ajuda profissional, inclusive estive e precisei ser intervinda a 3 tratamentos em clínica psiquiátrica, tamanha gravidade chegou minha situação. Iniciei um tratamento para depressão e, ao longo do processo, fui diagnosticada com vários transtorno, síndrome do pânico, bipolaridade, esquizofrenia, até que chegamos ao transtorno da Personalidade Borderline, popularmente conhecido como transtorno limítrofe, com qual convivo até hoje e para toda vida já que não a cura e sim tratamento.

A distorção de imagem, é um dos sintomas, recordo que na adolescência tive bulimia e depressão e concluo que a Campanha de prevenção ao Suicídio deveria se estender para o ano todo e não ocorrer apenas no setembro Amarelo.

Hj em dia utilizo as redes sociais, principalmente o Instagram como uma forma de ressignificar tudo o que vivo através das fotos me reconheço e me aceito .sigo fazendo tratamento pois é contínuo para toda vida , psicológico e psiquiátrico e lutando todos os dias contra os meus próprios pensamentos, minha maior arma.

Compartilho minha história para fazer um apelo :saúde mental importa! Vidas são perdidas diariamente por falta de esculta, de atenção aos sinais.se você se identificou comigo, se tem algum sintoma, alguma que menor que seja ,me siga no Instagram e vamos conversar. Quero unir forças com aqueles que se sentem desamparados e excluídos, por terem problemas psicológicos . Só quem convive com um transtorno mental sabe do que estou falando. Quero ser seu apoio.

Ainda que a maior parte da sociedade não leve a sério , mesmo sendo hoje uma das maiores causas de mortes (suicídio).

Conte comigo! Vamos nos ouvir, nos ajudar. Nem sempre, alguém que está sorrindo e postando fotos, está bem. Fiquemos atentos a isso também. Empatia e a palavra do momento. sozinho e quase impossível, mas juntos podemos tentar …procure ajuda … meu Instagram é um canal para vocês procurarem por informações, dúvidas, dividirem seus conflitos e sentir amparadas: @3364paula.

Ou também podem ligar 188, ligação gratuita e sigilosas para prevenção ao Suicídio, atendimento 24horas.eles te ouvem com todo carinho e descrição.

#TôNaMídia #AnaPaulaEzequielCavalcante  #AnsiedadeGeneralizada #SaedeMental #RodrigoOliver

COMPARTILHE
Share on whatsapp
Share on facebook
Share on twitter
Share on email
Share on telegram
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leia Também