Search
Close this search box.

‘Amapiano Tropical’, novo álbum de OvelhaNegra, “Raiou”

O produtor musical paulistano Wagner Bagão, um dos grandes nomes da cena independente do país, acaba de lançar seu mais recente álbum, “Raiou”. O trabalho, que representa um mergulho profundo na potência da música negra mundial, chega para consolidar seu novo projeto, OvelhaNegra, como uma força inovadora no cenário musical contemporâneo.

“Raiou” é uma verdadeira celebração da diversidade sonora, apresentando uma fusão única de ritmos que inclui Amapiano, Afrobeat, Dub e MPB. O álbum reflete a habilidade singular de Wagner Bagão em unir influências globais, criando uma experiência auditiva envolvente. O artista, conhecido por sua ousadia e originalidade, explora novos territórios musicais, destacando a riqueza da herança musical afro-brasileira e sua conexão com influências internacionais.

O clima predominante é urbano, com graves profundos e batidas envolventes, que se entrelaçam entre o tribal e o futurista. Wagner Bagão (OvelhaNegra) foi o responsável pela produção e mixagem no estúdio Audiofya Records em São Paulo entre março a novembro de 2023. Em busca de uma essência que transcende o moderno, o percussionista Carlos Café foi convidado para acrescentar seu toque único nas músicas, trazendo consigo uma conexão profunda com as raízes Afro-Brasileiras.

Das oito faixas do projeto, cinco apresentam participações especiais, enriquecendo ainda mais a experiência do álbum. Destacam-se “Já Raiou”, com a presença marcante da cantora Pamelloza, “Filha do Mar”, com a contribuição da talentosa Vanice Deise, “Jogo de Cintura” com a participação do cantor angolano IamSunjad, “Wonderful Feeling” que conta com os vocais de Junior Dread, consagrado artista de Reggae, e “Não Baixe a Cabeça”, com a presença especial de Mano Binho MC. A música “Kota” é uma parceria com o grande amigo angolano e produtor musical Papilé das Idéias. O trabalho conta com a direção artística do produtor e A&R Béco Dranoff.

O lançamento de “Raiou” é uma parceria com o prestigiado selo Brasil Discos, reconhecido por promover artistas independentes que transcendem fronteiras musicais. O álbum é uma adição única ao catálogo diversificado da gravadora e promete cativar os ouvintes com suas sonoridades inovadoras e envolventes.

OvelhaNegra
Nascido na periferia de São Paulo, Wagner Bagão é um artista multifacetado, cuja jornada pelo mundo da música abrange seus papéis como produtor e engenheiro de som, juntamente com seus talentos em composição musical. A carreira de Wagner, começa em meados dos anos 90, levando-o a colaborar com uma série de artistas em diversos gêneros musicais, incluindo rock, reggae, rap e samba.

Em 2006, iniciou uma jornada criativa, dando origem ao projeto conhecido como “Dubalizer”, dedicado à fusão do Reggae e Dub jamaicano com texturas de música eletrônica, com o qual lançou oito álbuns originais, colaborando com vários produtores, artistas e DJs a nível nacional e internacional. Contribuiu com faixas para compilações e obteve reconhecimento por meio de blogs e revistas especializadas. Sua música marcou presença em palcos de festivais, feiras de música e casas em todo o Brasil.

Em 2018, Wagner Bagão alterou sua trajetória criativa, concentrando-se na música urbana produzida nas periferias do Brasil e além. Nesse momento inicia a exploração de sons e ritmos originários da África, entrelaçando melodias e grooves de maneira harmoniosa com a música urbana brasileira.

No início de 2022, Wagner teve um encontro fortuito com o renomado produtor artístico, Béco Dranoff. Esse encontro levou a uma proposta para que Bagão contribuísse com remixes para dois projetos para o novo selo de Dranoff, “Brasil Discos” ‘Orixás Remixed’ e ‘Musidisc Remixed’.

Wagner Bagão agarrou a oportunidade e, dessa colaboração com Béco nasceu o projeto inovador OvelhaNegra que une habilmente ritmos africanos, como Amapiano, Kwaito e Kuduro, com batidas brasileiras, como Samba, Funk Tamborzão, e a tapeçaria rítmica extraída de cerimônias religiosas de raízes africanas. Todas essas influências são harmoniosamente recombinadas com elementos da música eletrônica e psicodélica global.

Como produtor, músico e entusiasta apaixonado pela música originária do Brasil e do continente africano, a jornada de Wagner Bagão reflete uma exploração contínua de convergência cultural e rítmica. Sua música carrega a essência de dois mundos, entrelaçada em um cenário sonoro único e sem fronteiras.

#tonamidia #claudelopes70 #wagnerbagao

COMPARTILHE
SIGA-NOS NAS REDES SOCIAIS

Leita também

a) Cole no código-fonte do seu site, próximo à parte inferior, pouco antes, ex: da mesma forma que você insere o script/código do google analytics. b) Caso você esteja usando banners, você também precisa adicionar a tag: